Quais adubos devo usar nas minhas plantas?

Adubos são produtos que fornecem os nutrientes necessários para as plantas crescerem. Vamos recomendar alguns adubos indicados para agricultura orgânica. Confira!

Aqui recomendamos dois tipos de adubos que são indicados pela agricultura orgânica, ou seja, sem utilização de adubos químicos solúveis e agrotóxicos. A diferença entre o adubo orgânico e o químico inorgânico é profunda! A começar que a primeira opção é natural, ecológica e sistêmica, enquanto a outra é uma simplificação grosseira dos processos naturais e das necessidades das plantas e toda a vida do solo.

Por isso, nós vamos dar preferência aos adubos orgânicos, que são mais ricos e completos, e que cuidam do solo e o regeneram, tornando-o cada vez melhor. Abaixo, seguem dois que utilizamos sempre em nossas hortas:

Húmus de minhoca

O húmus é o resultado final da decomposição da matéria orgânica. A minhoca produz grande parte do húmus do solo, pois ela come resíduos orgânicos e o seu cocô é o próprio húmus. É um adubo orgânico úmido, rico em nutrientes, especialmente nitrogênio, e também ajuda o solo a reter umidade. Também pode ser produzido em casa a partir dos seus próprios restos de comida, em um minhocário.

Bokashi

O Bokashi é um adubo seco e farelado que foi inventado por japoneses e é composto de uma mistura de materiais como folhas decompostas, farelo de trigo ou arroz, melado, soro de queijo, pó de rocha, fosfato e farinha de osso ou de peixe. Essa mistura passa um tempo fermentando e, durante esse processo, os microrganismos que se alimentam desses materiais disponibilizam muitos nutrientes. Por isso, o Bokashi é altamente nutritivo, com micro e macronutrientes disponíveis de forma balanceada e concentrada. Ele também é rico em microrganismos benéficos que melhoram as condições biológicas do solo.

Agora vamos entender o que NÃO devemos comprar?

Adubos com NPK

NPK é a sigla para Nitrogênio (N), Fósforo (P) e Potássio (K). Trata-se de um adubo mineral solúvel baseado apenas nesses três macronutrientes, desprezando os outros 10 nutrientes que que a planta também precisa para se desenvolver. Mas qual é o problema com esse tipo de adubo? Exatamente por ser solúvel, se usado no campo, ele é facilmente carregado pela água, poluindo rios e córregos. Além disso, ele pode causar desequilíbrios nutricionais às plantas por não fornecer outros nutrientes que ela precisa (se fosse com a gente, seria como se nos alimentássemos apenas de carboidrato, sal e gordura). E a longo prazo, ele não ajuda a melhorar o solo, pois não repõe matéria orgânica, causando a sua degradação.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Eles também são perigosos para saúde de quem aplica e existe risco de acidente com animais domésticos e crianças, pois o “N” do adubo ( normalmente uma combinação de amônia anídrica, uréia e nitrato de amônio) é tóxico se inalado ou ingerido. Vale a pena lembrar que nossa pele é a nossa segunda boca, por isso deve ser obrigatoriamente manuseado com luvas impermeáveis. E pensar que estamos dando algo corrosivo e tóxico derivado do petróleo para as plantas comerem 🙁

Além disso, a obtenção desses adubos envolve mineração, dependência de matérias primas de lugares extremamente distantes, como a Rússia, e no caso do nitrogênio ele é derivado de um rejeito asfáltico da indústria petroquímica que sofre uma reação química e térmica e forma as “bolinhas de amônia”, que são um tipo de sal.

Se você quiser montar um novo vaso, que terra comprar?

Geralmente compramos terra vegetal, que é a mistura da terra (argila, areia e outros componentes minerais) com matéria orgânica (como turfa, esterco, composto, húmus), gerando um solo de cor mais escura. Dependendo da sua textura, devemos adicionar areia, húmus e carvão no preparo do solo para o plantio. Você também pode adubar com uma pitada de cinzas de madeira e uma pitada de Bokashi. Veja a função de cada elemento:

Areia: ajuda a drenar a água deixando a terra mais seca e leve.
Húmus: aumenta fertilidade do solo (especialmente N) e ajuda a reter umidade deixando a terra mais pesada e úmida.
Carvão: ajuda a drenar a água e retém os nutrientes no solo, deixando a terra leve e fértil.
Cinzas: aumentam a fertilidade do solo e é indicada especialmente para período de floração e frutificação e ajuda no controle de pragas.

Marcas que recomendamos: Há muitas marcas disponíveis no mercado, mas nós temos duas de nossa preferência: a Tulipa e a Biomix. A Tulipa é uma empresa local, com sede no bairro do Grajaú, em São Paulo – SP. Você encontrará terra vegetal e húmus de minhoca da Tulipa. Já a Biomix é uma grande marca com distribuição nacional e, além dos produtos que comentamos, ainda fornece Bokashi.

Onde comprar materiais e insumos para horta e jardinagem?

Você encontra esses produtos no comércio e pode inclusive comprar pela Internet. Veja algumas opções:

Grandes lojas de produtos para pets:
Cobasi
Petz

Lojas de decoração e obras:
Leroy Merlin
Telhanorte
C&C

Lojas de jardinagem:
Shopgarden
Plantei

Lojas físicas de jardinagem e agropecuária:
Garden Center
Lojas de agropecuária na Vila Leopoldina (Rua Aroaba e proximidades)
Sabor de Fazenda
Casas de Pesca

Feiras:
Feira das Flores CEAGESP: acontece nas madrugadas de segunda para terça e de quinta para sexta

Outros: Possivelmente você encontrará esses produtos para entrega em e-commerces como Americanas.com e Mercado Livre e também em algumas redes de supermercado grandes como Pastorinho e Pão de Açúcar.