Dia da árvore: celebrar ou refletir?

Nesta nova oficina, queremos levar a reflexão sobre o impacto de nossas escolhas cotidianas no desmatamento de florestas

No dia de 21 de setembro comemoramos o dia da Árvore, mas com o Brasil em chamas será que temos mesmo o que celebrar? Na primeira quinzena do mês, calculava-se 5.559 focos de incêndio espalhados pela Amazônia, Cerrado e Pantanal, segundo o Instituto Socioambiental (ISA). E estes incidentes impactam o nosso dia-a-dia. Você sabia, por exemplo, que a chuva que cai no Sudeste vem da Amazônia? São os chamados rios voadores

Mas e a alimentação? O que ela tem a ver com as árvores e as florestas? É sobre isso que falamos na oficina “Como a nossa alimentação se relaciona com as árvores e as florestas?” Discutimos o impacto das nossas escolhas cotidianas no desmatamento, apresentamos o conceito de agrofloresta (espaço que concilia floresta com produção de comida), qual o impacto de se ter uma floresta em pé e como ela se relaciona com o nosso dia a dia e a forma que nos alimentamos hoje.

Este slideshow necessita de JavaScript.

“Neste encontro também trazemos exemplos de ações de regeneração de florestas que já estão sendo realizadas, dicas de hábitos mais sustentáveis e terminaremos com o plantio de uma árvore, mostrando como é o passo a passo para se plantar uma espécie nativa”, diz Marina Ferreira, bióloga da equipe do Pé de Feijão. Este tema está super em pauta e esta oficina é uma forma de entender de forma simples e didática o que está acontecendo no nosso país e o que podemos fazer para ajudar. Gostou da ideia? Entre em contato conosco para levarmos esta oficina a sua empresa.